Translate

Videos

Loading...

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

"Vicissitudes da vida"

 
Passamos pelo Tempo sem perceber; Cada instante é um momento que não voltará. Sem consciência disso o desperdiçamos... Jogando seus pedaços pelos caminhos que trilhamos. Se soubéssemos quão valiosos são cada sorriso, cada lágrima, cada sonho dos entes queridos que nos abraçam valorizaríamos mais aquilo que julgamos que é nosso eternamente e que na realidade é como areia que escorre a cada passo. Perdemos a saúde para adquiri-la novamente, andamos os mesmos caminhos ora trilhados; enquanto caminhamos lado a lado, perdemos tempo na rotina estafante da vida (tão mal vivida); buscamos uma forma de nos manter, porém valorizamos mais o ter do que o ser. Todo dia perguntando qual a resposta às nossas perguntas sem saber o que realmente queremos, nesse  vai e vem eterno da vida. Enquanto o pêndulo do relógio do tempo nos oprime, o trabalho e a sociedade nos cobram atitudes muitas vezes não condizentes com nossas convicções e percebemos (às vezes tarde demais) quais são nossas verdadeiras aspirações e nos deparamos com o abismo sem fim na voragem do tempo; no pensamento apenas vivemos numa busca incessante do contentamento,; somos felizes apenas por um momento dentro do pensamento ornamos nosso legado muitas vezes ignorado lemos as entrelinhas de documentos ultrapassados como traças pululamos nesse mistério sem fim chamado vida muitas vezes mal vivida e enfim nos encontramos com nós mesmos no limiar de nossa existência. Sem controle do Tempo que passa por nós nos açoitando e acariciando a seu bel prazer somente nos resta esperar que sua passagem termine, conscientes que nunca passaremos pelo mesmo caminho duas vezes.
Su Aquino e Adilton Gomes Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário