Translate

Videos

Loading...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O Tempo e o Poeta



O Tempo e o Poeta

Observa o poeta de sua janela
O tempo a desfilar
Já acostumado com as estações
Primavera, outono, verão, inverno

Já sentiu os perfumes das flores da primavera
Caminhou sobre as folhas de outono
Aquecido foi seu corpo pelo sol do verão
Aqueceu-se junto à fogueira em noites de inverno

Sábio poeta que conhece as estações
Não se intimida com a mudança de roupa
Nesse desfile tudo tem uma canção
Com acordes de renovação


Não existem sapos nem príncipes
Quem organiza esse desfile é a emoção
Entre todos escolhe sem segundas intenções
O que faz feliz o coração


Para o amigo Mário Feijó do Rio Grande do Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário