Translate

Videos

Loading...

terça-feira, 25 de junho de 2013

Festa Junina di ZE e Rosinha‏



Qui diaxu hoje Rosinha nem durmiu, mi acordo antes du Frederico( nosso garnizé) canta, pensei inté que ela tava afim de fazer uma mula manca ou o cueio perneta ,( isso é coisa nossa viu, não interessa proce). Mais qui nada era pra trabaia mesmo, afinar era dia de arraiar, um baita festão ...Ia vi cumpadre di todo lado.

Intão pulei da cama .. i fui corta lenha pra modo di Rosinha fazer curar, i pamonha, assim que ajuntei a lenha ia buscar pinga pro quentão, mais a jararaca di minha sogra e a minha veia , disseram agora não.

Afinar tinha mais coisa pra faze, intão limpei o terreiro, juntei mais lenha pra fogueira, fiz banderinha, e coi mais umas espigas pra pamonha, i u curar, a veia já tava fazendo os bolo di mandioca ,i minha sogra a canjica , infim como tava tudo nu jeito, sai di fininho pra buscar a cachaça, afinar arrair sem quentão não é arraiar.


Assim qui vortei pra casa , vi tudo decorado cum as banderinha, o povo tava falando im dança quadria( mais nossa quadria num é iguar a que dizem ter im Brasia viu), cumpadre tonhão fez um pau di sebo, i a prima Firmina monto inté barraca de bejo, pra modo di tenta disincaia...


Intão resorvi i pra cuzinha assim qui torrei o miduim fui faze o bendito quentão , coloquei o carderão nu fogo , gingibre, canela , açuçar limão , cachaça , eita trem bão, tava pronto o quentão...


Provei um gole, provei mais um , i outro , mas nussa tava bom dimais , e aproveitei tomei mais , i mais , dirrepente ,tudo começo a roda, eita trem bão, num mi alembrei di mais nada ...


Acurdei nu dia seguinti nu selero , durmindo no meio das paias , abraçado cum o saco di mio, pensei agora morri, dessa veiz até Rosinha perdi...


Fui quando oiei pra porta i tava as treis, Rosinha , a jararaca e minha véia mi oliando, quandu pensei em abrir a boca pra falar , Rosinha começou:


- Zé onti a noite , foi tudo di bão, ocê sirviu quentão pra todo mundo, dançou quadria, dissi que só ia na barraca di bejo se fosse pra ganhar ele da sua sogra , fez a prima Firmina subir nu par di sebo du cumpadri Tonhão , ela fico tão feliz , acho qui ela nunca tinha feito isso na vida, i canto i danço a noiti interinha, mas o que mais mi ispanto foi quandu a prima sofia (aquela ki você num gosta) ,dissi qui ia imbora pur causa du fio piquinino dela , ocê pidiu pra ela ficar, si fossi priciso durmisse im nosso quartu, intão assim foi feito ,tem gente durminido pela casa toda ...è Zé ocê deixou nós treis di quexo caido...


Foi quandu resmunguei im vois baxa , tenho qui ir na igreja , purque onti quandu fiz quentão tomava um gole e dava ortro pro santo, diacho i num é que ele veio bebe cumigo a noite toda...afinar dizem que ele proteje sempre as crianças e os bebuns, inpelo visto o danado gostou da festança,


Ai disse im vois arta


- Rosinha ajunta o povo e vamus pra missa,


Rosinha respondeu:


-Num pricisa Zé como ocê num repara im nada o paroco ta durmindo na sala , assim qui ele acorda vai fazer a missa no terreiro e disposi do armoço o povo vai imbora .Intão Zé por isso que viemus ti acorda, ocê pricisa pega mio , abroba e mandioca , a carni seca ja ta no fogo,e procê, fica animado cumpadre João troxe du almabique do tio dele aquela cachaça ispeciar ...


Intão diaxo la vo eu di novo cum a inxada trabaia, e assim foi minha noite de São João, mais mi dei bem uma cachaça ispeciar ganhei.






Su Aquino e Ricardo Vichinsky

Nenhum comentário:

Postar um comentário