Translate

Videos

Loading...

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Embriaguez

Embriaguez
Na embriaguez dos versos, certos, incertos, retos.
As vezes tão indigestos...
Transformam- se em anjos, pedalando sonhos, na ciclovia do infinito.
Embriaga-se no aprendizado dos versos.
Banha- se com a lua, se percebe nua.
Acendendo uma fogueira,assoprando, desejando brasas...
Incendiando o mundo, aplaudindo um tsunami...
Se tornando ar, invadindo a necessidade do amar.
Fazendo do mundo um bem querer.
Agonizando em duvidas, admirando a chuva.
Quando as palavras começam a fazer seu caminho para as respostas.
Percebe-se que nada necessita do sentido dos pingos da chuva.
Sempre haverá o sol e a lua... sem necessitar da resposta sua.
Seja nua ou coberta, dançará sempre no seu ser.
Toca se o sino... Anunciando já quase à hora.
De a Pena descansar.Que pena.



http://youtu.be/aW77rFQJdBY

Nenhum comentário:

Postar um comentário