Translate

Videos

Loading...

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Incerteza



Incerteza
O tempo caminha lentamente.
A razão não consegue abafar os sons dos acordes
dentro da mente.
Dança as lembranças no pensamento.
Cada detalhe do palco da vida traz uma referencia.
Nessa dança luto para ser guiada pela Razão.
Passos seguros. Precisos.Musica calma nesse salão.
Ladrilhos iluminados pela segurança,
sem improvisos nessa dança.
De repente trocado esta o parceiro.
Pela mão da Emoção me vejo guiada.
Mudados são os sons dos acordes,
rodopio tonta nessa ilusão.
Sons invadindo o Ser. Mente anestesiada.
Torpor de prazer.
Flutuo alem do chão.
Não existe em meu Ser espaço para a Razão.
Nessa dança sou senhora, sou escrava.
Um Ser livre, escravo.
Algemas de um querer.
Invadem o salão os ventos da liberdade.
Dança de seres cobertos pelas vestes de um desejo certo.
Sinfonia do Ser para um futuro incerto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário