Translate

Videos

Loading...

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Nem existe



Nem existe
Sonhando com seu rosto a me sorrir em uma noite enluarada
Refletindo o brilho da lua a poça d’água da calçada
Caminhando nós dois lado a lado debaixo do sereno da noite
Passos em um só compasso. ..Ritmo sem descompasso.
Dorme a cidade iluminada pelas luzes de neon
Segue a lua a invejar os nossos passos
Sons de automóveis na rodovia, sinal aberto para nossos passos
Sons que não dormem nem silenciam. Não ouvimos sua sinfonia
Caminhamos rumo a nossa realidade. Nosso mundo feito de felicidade
Chegada abençoada pelo som da chave a trancar a cidade
Janela aberta, vidraça bem lustrada, ali estaciona a lua
Brilhando sobre os lençóis, nosso destino o descanso sem voz
Inveja à lua nosso Oasis de paz. Adormecemos misturados em nós
Vêm os pingos na vidraça, acordo. Descubro que não há lua...
E nem existe mais nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário