Translate

Videos

Loading...

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Adeus,insônia


Adeus,insônia


Frio intenso o mundo a cobrir
Sem caminhadas por caminhos traiçoeiros.
Abençoada noite que cobre o mundo.
Abençoados seres que povoam a noite.
Caminham e plantam suas sementes.
Mas alguns são traiçoeiros, cravam os dentes...
Quantas estrelas, quantos planetas...
Quantos encantos na penumbra.
Mas ando encantada por um leito sem dores.
Cheirando a flores. Mas nada de amores.
Quando chega o fim da noite ouço o chamado.
Quando chama não tem jeito. Fico surda a outros rumores.
Leito encantado macio que faz gosto.
Nele me acolho. Sem rancores.
Liberdade para essa alma. Sem correntes a arrastar.
Sem falsos brilhos para encantá-la.
Caminho do descanso corpo e mente a trilhar.
Amo a noite. suas luzes seus encantos.
Mistura de realidade e sonho, é assim o seu caminhar.
Mas o dia. Desperta a alma,aquece o corpo.
Mundos sem sombras. Menos espaço para enganação.
Senhora da minha noite. Senhora do meu sono.
Foi embora a insônia. Acabou a indecisão.
Assim executo melhor minha missão.
Sigo em paz, nada de enganação. Melhor ser um nada de alguém.Do que ser mais um alguém.
Porque quem é somente mais alguém, estará sempre encantada por ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário